Primárias democratas

Caucus de Iowa: começa a escolha do adversário de Donald Trump

Sanders tem sido alvo de seus adversários nos últimos dias, com ataques em especial por parte de Buttigieg e Biden

* Originalmente publicado por Rede Brasil Atual, em 02 de fevereiro de 2020

São Paulo – Começa nesta segunda-feira (3) o processo de escolha do Partido Democrata que definirá o adversário de Donald Trump nas eleições do país em 2020. No processo de prévias, cada estado elege um determinado número de delegados, relativamente proporcional à sua população, que, na Convenção Nacional Democrata, definirão o presidenciável da legenda.

O início das disputas se dá em Iowa, com o chamado caucus. Não se trata de uma eleição comum, em que cada candidato é votado em uma urna. O processo de escolha no estado é complexo , por meio de assembleias.

São diversas reuniões comunitárias em que são debatidas as preferências por cada candidato. Serão 1.678 caucuses em todo o estado, realizados em espaços como bibliotecas, ginásios, igrejas e sindicatos, com participação de pessoas que deve ter 18 anos completados até o dia da eleição, 3 de novembro.

Nas reuniões, que começam às 19h, os simpatizantes de cada candidato se aproximam e ficam em uma parte do local determinada para aquele nome. Os organizadores fazem a primeira contagem e aquele candidato que não alcançar o chamado limite da viabilidade, equivalente a 15% dos presentes, fica fora da disputa. Seus apoiadores devem decidir, em seguida, para qual candidato vão migrar no chamado realinhamento.

Antes, os debates poderiam fazer com que qualquer eleitor pudesse mudar sua escolha durante o processo, agora, as regras são distintas. Quem fizer a primeira escolha por um candidato “viável”, fica de fora, enquanto são disputados os votos dos demais. São anunciados no final das disputas os resultados do primeiro alinhamento, do alinhamento final e o equivalente em delegados.
Sanders é favorito em Iowa, mas eleição segue indefinida

As pesquisas mais recentes em relação ao caucus de Iowa mostram o senador de Vermont, Bernie Sanders, liderando no estado. Mas, durante os últimos meses, o ex-vice-presidente Joe Biden, o ex-prefeito de South Bend Pete Buttigieg, e a senadora de Massachusetts Elizabeth Warren já lideraram os levantamentos.

Sanders tem sido alvo de seus adversários nos últimos dias, com ataques em especial por parte de Buttigieg e Biden, que colocam em dúvida a capacidade do senador de Vermont de unir o partido. Outro postulante democrata de peso, Michael Bloomberg, praticamente não fez campanha em Iowa, concentrando esforços, propaganda e muito dinheiro nos estados da chamada Super-Terça, que concentram boa parte da escolha dos delegados da legenda.

Pesquisa do jornal Des Moines Register feita em parceria com a CNN em janeiro mostrava que 45% dos potenciais eleitores admitia a possibilidade de mudar o voto, o que aumenta o grau de incerteza em relação ao resultado.

Etiquetas
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar